•  

      SELO_23_ANOS  SELO_CERTIFICACAO   SEJA_UM_APOIADOR

20/05/2022 – Trabalhadores estão divididos entre voltar ou não ao escritório (20/05/2022)

Mais da metade dos funcionários globais preferem a flexibilidade de quando e onde trabalham e deixarão os empregos para obtê-la

Escritórios em todo o mundo continuam abertos para negócios e, embora muitas empresas estejam esperando que os funcionários retornem em tempo integral, uma nova pesquisa sugere que isso provavelmente não aconteça. De acordo com o estudo global realizado pela OnePoll em nome da Citrix Systems, Inc. (NASDAQ: CTXS), os funcionários estão divididos sobre como querem trabalhar daqui para frente. Mas uma coisa é certa: a maioria aprecia a flexibilidade que lhes foi dada para trabalhar de qualquer lugar e está disposta a deixar o emprego para mantê-la. Dos 6.500 trabalhadores pesquisados ​​em dez países, 57% preferem o trabalho híbrido e 69% abandonarão suas posições atuais se a flexibilidade não for uma opção.

“Os funcionários viram o impacto positivo que o trabalho flexível pode ter em tudo, desde engajamento e produtividade até equilíbrio entre vida profissional e pessoal, saúde mental e meio ambiente”, destaca Traci Palmer, vice-presidente de Recursos Humanos e Organizacionais da Citrix. “Funcionários esperam que os empregadores o adotem e invistam em ferramentas e processos que os capacitem a trabalhar quando, onde e como funcionam melhor.”

O modelo de trabalho flexível está em pleno vigor. Dos funcionários pesquisados ​​nos Estados Unidos, Reino Unido, França, Austrália, Alemanha, Holanda, Brasil, Colômbia, México e Japão, 71% trabalham ou planejam trabalhar no escritório entre um e quatro dias por semana e 49% são totalmente remotos e planejam ser permanentemente.

“O trabalho hoje não é um lugar”, afirma Palmer. “Trata-se de onde os funcionários realizam seu melhor trabalho, e isso pode ser em casa, no escritório, na estrada e em qualquer lugar.”

Cada funcionário é diferente, e as empresas precisam reconhecer e acomodar seus desejos e necessidades únicas se quiserem atrair e reter as pessoas necessárias para apoiar seus negócios. Por exemplo, muitos entrevistados da pesquisa Citrix-OnePoll desejam trabalhar em casa pelo menos parte do tempo por um melhor equilíbrio entre vida profissional e pessoal (42%) e economia de tempo e de custos associados ao deslocamento (35%).

Por outro lado, outros entrevistados indicaram que gostariam de ir ao escritório pelo menos uma vez por semana por se sentirem mais produtivos e engajados (36%), colegas/gerentes estão presentes (36%) e  melhor acesso à informação (33%).

Além de onde trabalham, os funcionários que participaram da pesquisa Citrix-OnePoll também desejam flexibilidade no horário de trabalho com 30% que desejam a liberdade de escolher a frequência com que trabalham no escritório, em vez de a empresa exigir um determinado número de dias.

“Dar aos funcionários a flexibilidade de adequar seu ambiente de trabalho e horários aos resultados que eles estão tentando entregar dá a eles espaço para ter sucesso”, disse Palmer.

E se a pesquisa Citrix-OnePoll for uma indicação, as empresas precisarão fazer isso se quiserem atrair e reter os talentos necessários para impulsionar seus negócios. Os números revelaram que 69% considerariam deixar o emprego se não for oferecido um modelo flexível.

“O trabalho híbrido é a base sobre a qual o futuro do trabalho será construído, e as empresas que reconhecem isso e implementam processos e tecnologias para apoiá-lo podem cultivar a força de trabalho flexível, ágil e capacitada de que precisam para inovar e crescer”, ressalta Palmer.

<< Voltar