•  

      20_anos_SOBRATT  CERTIFICACAO   SEJA_UM_APOIADOR

24/12/2015 – Flexibilidade da jornada x Falta de controle (24/12/2015)

É possível realizar o controle da jornada mesmo que seus colaboradores estejam fora da empres

Várias empresas adotam o horário flexível de jornada a fim de promover uma série de benefícios ao colaborador e à própria companhia. Dentre eles, podemos citar:

1. Diminuição de atrasos e, consequentemente, descontos do salário;árias empresas adotam o horário flexível de jornada a fim de promover uma série de benefícios ao colaborador e à própria companhia. Dentre eles, podemos citar:

1. Diminuição de atrasos e, consequentemente, descontos do salário;2. Atração de talentos que não desejam um horário muito rígido;

3. Fuga de picos de trânsito ou rodízios;

4. Mais satisfação e comprometimento, que resultam em um melhor desempenho;

5. Flexibilidade de trabalho numa operação de home office.

Nem toda operação pode ser flexível, por exemplo, uma linha de operação na fábrica ou uma recepcionista, mas a grande maioria das operações de back-office permite uma flexibilidade de entrada e saída de 30 minutos a uma hora, sem comprometer o trabalho.

Entretanto, há uma confusão entre ser flexível e não registrar o ponto do colaborador, numa visão que parece ser antagônica. De fato, não é: o controle da jornada permite garantir que o acordo entre as partes está sendo cumprido e evita passivos trabalhistas desnecessários. Se o colaborador está cumprindo 2 horas a menos de trabalho, mas está entregando o resultado esperado e você não quer descontar o salário? Tudo bem!

Mas se ele está trabalhando mais que 8 horas diárias ou trabalhando em horário noturno, sua empresa necessita ter visibilidade, pois segundo a legislação trabalhista, é necessário pagar um valor adicional sobre as horas extras e sobre o horário noturno. O controle da jornada também evita que, eventualmente, gestores abusem dos colaboradores sem que a organização esteja ciente. Mesmo que seus colaboradores estejam em campo ou em home office, eles podem realizar o controle da jornada através do computador ou celular. Isso é possível através de sistemas baseados na Portaria 373/11 do Ministério do Trabalho e Emprego. Estes sistemas substituem a folha de ponto manual e permitem que todos os colaboradores, independentemente de onde estejam, possam ter a liberdade e flexibilidade, mas sem que a companhia perca o controle.


Fernando Angelieri é formado em Processamento de Dados pela FASP, com MBA em Gestão Estratégica de TI pela FIAP e em Administração pela FVG. Atuou em grandes empresas como Accenture e Microsoft e atualmente é um dos fundadores da TradingWorks, ferramenta na nuvem com foco na gestão de timesheet, atividades e projetos e Diretor de Tecnologia da SOBRATT – Sociedade Brasileira de Teletrabalho e Teleatividades.

.

<< Voltar