•  20_anos_SOBRATT   selo-sobratt    selo-apoiador

19/11/2018 – Mobilidade urbana – os problemas que o pós feriadão nos reserva

RGLOBO

Imagem extraída da Rede Globo

 

 

MOBILIDADE URBANA -  OS PROBLEMAS QUE O PÓS FERIADÃO NOS RESERVA

(E COMO O HOME OFFICE PODE AJUDAR NESSA HORA…)

 

Os retornos de feriadões sempre causam mais transtornos para a população, além dos já existentes problemas de mobilidade existentes nas grandes (e porque não médias e até pequenas) cidades do nosso país.

Desta vez, em São Paulo, neste feriadão (e bota feriadão nisso…), teremos um componente novo a complicar ainda mais não só o retorno das pessoas às suas residências, no final dos dias de folga; mas também e principalmente, nos dias seguintes a esse retorno, essa situação afetará em muito os deslocamentos para o trabalho daqueles que se utilizam da Marginal do Rio Pinheiros, importante via de acesso da capital paulista. Isso em razão do acidente com um dos viadutos daquela via. (Leia mais…)

A interdição desse viaduto certamente tomará um tempo considerável e demandará modificações no fluxo do trânsito, aumentando ainda mais os terríveis congestionamentos naquela região, de grande densidade da população de escritórios (a própria Marginal, Av Faria Lima, Av Berrini, com reflexos inclusive em Alphaville)

É nesse momento que o Teletrabalho contribui, e muito, para reduzir os problemas resultantes da piora das já difíceis condições do trânsito, que afetam as pessoas e as empresas. Trabalhar em casa, além de resultar em mais conforto, menos stress e maior disponibilidade de tempo para os colaboradores, melhora a sua produtividade e contribui para mitigar os problemas aumentados de mobilidade advindos de situações como essas.

Ainda que a empresa não tenha um Programa estruturado de Teletrabalho, o que seria o ideal nessas situações, algumas ações podem ser tomadas, ainda que emergencialmente, para que pelo menos parte dos colaboradores possa trabalhar de suas residências:

  • Orientar os gestores a discutir com seu grupo quais os processos que poderão ser executados à distância
  • Avaliar qual o suporte de Tecnologia – hardware e softwares precisarão ser disponibilizados para que o trabalho possa ser executado nessa condição
  •   Estabelecer um processo de monitoramento das atividades a serem realizadas, processo esse baseado em entregas, prazos e lastreado na confiança.

 

Não se trata, obviamente, de uma situação ideal, mas certamente essas ações poderão contribuir para que não haja mais problemas para a execução dos trabalhos; e mais importante que isso, essas ações reforçarão o vínculo dos colaboradores para com a empresa, pela demonstração de preocupação que esta demonstra para com seus colaboradores.

 

Muitas empresas já realizaram, com sucesso, essa experiência em situações semelhantes. Vamos tentar?

 

Cleo Carneiro – 19/11/2018

<< Voltar